Cervejarias artesanais são incluídas em relatório do Supersimples

Cervejarias artesanais são incluídas em relatório do Supersimples

Em reunião deliberativa ordinária, os deputados federais integrantes da Comissão Especial do Supersimples do Congresso deliberaram, por unanimidade, por incluir as microcervejarias brasileiras em relatório, o qual se transformará em projeto de lei e, oportunamente, será votado no plenário da Câmara dos Deputados.

A ABRACERVA – Associação Brasileira de Cervejas Artesanais esteve presente representada pelo presidente Jorge Gitzler, bem como os cervejeiros Alexandre Bazzo (Bamberg), Rodrigo Silveira (Invicta), Alberto Nascimento (Colombina), Marco Piacentini (Kessbier), José Carlos Reino e Marcelo Miguel (Candanga), e Ernesto Mathias e Débora Pina (Santa Dica). Todos os representantes fizeram corpo-a-corpo com os deputados antes da votação, explicando aos parlamentares a importância das microcervejarias e a necessidade da implantação do modelo de tributação do Supersimples.
Simples01
Avalanche de mensagens foi decisiva
A vitória nesta etapa também tem de ser creditada a todos que enviaram mensagens aos deputados, a partir da campanha “Cerveja Artesanal é Simples” nas mídias sociais promovida pela ABRACERVA. Há relatos de parlamentares que receberam mais de mil mensagens entre e-mails e menções no Twitter. A avalanche de mensagens, por sinal, rendeu até mesmo um momento cômico na casa, quando o deputado Walter Ihoshi (PSD-SP) relatou ao microfone que sua caixa postal ficou lotada de recados, mas não de cervejas.
POSTSIMPLES
Isso só foi possível graças aos blogueiros cervejeiros e entusiastas em geral, sensíveis à causa e, enfim, unidos para um mesmo objetivo.
A luta, porém, não termina aqui. Precisamos continuar a pressão para a aprovação do projeto de lei que será posto oportunamente na pauta do plenário. Assim que possível, a ABRACERVA dará novas orientações a todos os interessados.

Deixe uma resposta