Você está visualizando atualmente Banco de Jovens ultrapassa marca de mil cadastros
foto:Bruno Itan. Wallace Oliveira

Banco de Jovens ultrapassa marca de mil cadastros

Adolescentes entre 14 e 24 anos podem participar de cursos de capacitação

O RioSolidario ultrapassou a marca de mil cadastros no banco de talentos do programa Futuro Agora. O espaço reúne jovens entre 14 e 23 anos de comunidades carentes do Estado do Rio que estejam em risco ou vulnerabilidade social. O objetivo é, por meio das redes de parceiros, gerar oportunidades de emprego e capacitação profissional.

Na semana passada, mais 15 jovens, que tiveram seus currículos selecionados a partir do banco de dados da instituição, estiveram no RioSolidario para saber como funcionará a nova experiência de trabalho. Todos participarão do programa Jovem Aprendiz Nova Cedae.

Para Wallace Oliveira, de 19 anos, a oportunidade vai ajudá-lo a fazer um curso universitário. Seu sonho é cursar Engenharia Mecânica, baseado em uma experiência anterior como jovem aprendiz de outra empresa.

“Já terminei o Ensino Médio. Como tenho um filho de um ano, preciso trabalhar para ajudar em casa. Mas esse dinheiro vai me auxiliar também a investir nos meus estudos”, disse o jovem.

Wallace participou do programa Passo a Passo (parceria do RioSolidario com o Detran-RJ), trabalhou como estagiário no Palácio Guanabara e ainda fez curso de capacitação na Fundação para a Infância e Adolescência (FIA).

Para a jovem Thainá Jacintho, de 19 anos, o novo emprego também vai ajudá-la a decidir que carreira seguir no futuro.

“Como auxiliar administrativa, posso fazer o curso de Técnico de Administração. Também penso em Pedagogia ou Educação Física”, explicou Thainá.

Emissão de documento

Em outra ação do programa Futuro Agora, jovens cadastrados no Banco de Talentos e que cumprem medida de semiliberdade no Centro de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente (Criaad) Bangu, unidade do Novo Degase, participaram, na terça-feira (28/7), do mutirão de emissão de carteira de trabalho, no RioSolidario. Eles receberam orientações e saíram com o documento em mãos.

Além de receberem o novo documento, jovens do Criaad também realizaram seus cadastros no banco de dados do programa Futuro Agora.

“ Assim que acabar de cumprir a minha medida, vou procurar um trabalho. O dinheiro vai ser para ajudar a minha família”, disse T.R., de 15 anos.