Compromisso olímpico, galeria de cintura da Marina da Glória é inaugurada
Rio de Janeiro 15-04-2016. Secretário Chefe da Casa Civil, Leonardo Espindola, Carlos Arthur Nuzman, Presidente do COB,Jorge Ferreira Briard (de óculos de sol), presidente da CEDAE, na inauguração da galeria de cintura da Marina da Glória.

Compromisso olímpico, galeria de cintura da Marina da Glória é inaugurada

Projeto amplia tratamento de esgoto da Baía de Guanabara

O Governo do Estado, por meio da Cedae, inaugurou, nesta sexta-feira (15/04), a galeria de cintura da Marina da Glória. O projeto consiste na implantação de uma linha coletora de esgoto clandestino na rede de águas pluviais ao logo de toda a Marina, além de um sistema de bombeamento, que impede o despejo na Baía de Guanabara. O investimento na obra foi de R$ 14 milhões. A obra é um dos compromissos do Governo do Estado para melhorar a qualidade da água da Baía de Guanabara para a realização dos Jogos Olímpicos. A Marina da Glória será a base das operações para as provas de velas da Rio 2016.

Com a conclusão dessa obra, o esgoto clandestino – que eventualmente era lançado nas galerias de águas pluviais – será encaminhado pela elevatória Marina da Glória para o interceptor oceânico e, em seguida, para o Emissário Submarino de Ipanema. A elevatória tem capacidade para bombear até 450 litros de efluentes por segundo.

– Essa obra é resultado de um esforço coletivo. As equipes tiveram que atravessar a área de aterro do antigo Morro do Castelo. A cada dia, conseguimos vencer as etapas dos compromissos olímpicos, assim como melhorar as condições sanitárias e de abastecimento de água no Rio de Janeiro – afirmou o presidente da Cedae, Jorge Briard.

– A nossa preocupação é e sempre será a saúde dos atletas. Esta é uma demonstração ao mundo que o Governo do Estado trabalhou e vai continuar trabalhando para melhorar as condições para os Jogos Olímpicos. Esse é o caminho – avaliou Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Organizador Rio 2016.

A área onde serão realizadas as competições de vela dos Jogos vai do Pão de Açúcar até a Ponte Rio-Niterói, na Baía de Guanabara. Neste trecho, de acordo com o monitoramento da água realizado todo mês pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), a água está própria para o banho.

– A galeria de cintura contribui de maneira definitiva para melhorar a qualidade das águas na Baía de Guanabara. Já realizamos dois eventos-teste com condições adequadas em todas as raias. Estamos a quatro meses de realizar um sonho do país. Os Jogos proporcionam um legado permanente. O Brasil vai mostrar que sabe organizar com qualidade um evento da complexidade da Olimpíada – destacou o secretário de Estado da Casa Civil, Leonardo Espindola.

A galeria de cintura da Marina da Glória segue o modelo de tubulação assentada implementado na Lagoa Rodrigo de Freitas, com duas redes coletoras em uma extensão total de 630 metros e diâmetros de 300 e 600 milímetros. Os coletores que compõem o sistema de captação em tempo seco foram implantados pelo método não destrutivo, ou seja, sem a necessidade de abertura de valas e sem interdições no trânsito. O sistema está interligado ao monitoramento do Centro de Controle Operacional de Esgoto do Leblon (CCOE).

Fotos: Carlos Magno

Deixe uma resposta