Corregedor da Câmara recolhe apostas para bolão do impeachment

Carlos Manato (SD-ES) disse que iniciativa é uma ‘brincadeira’.
Parlamentares pagam R$ 100 para deixar palpite sobre resultado da votação.

Fernanda Calgaro
Do G1, em Brasília

Deputados da oposição anunciaram nesta quarta-feira (13) a realização de um bolão de apostas sobre o resultado da votação do parecer favorável à abertura do impeachment da presidente Dilma Rousseff, no próximo domingo (17).O corregedor da Câmara, deputado Carlos Manato (SD-ES), é o responsável pela arrecadação do dinheiro. Para participar, cada deputado tem que pagar R$ 100.
Manato circula pelos corredores da Casa com uma pasta na mão levando a lista de assinaturas e o dinheiro arrecadado. Até por volta das 12h, 14 deputados já tinham assinado a lista do bolão, totalizando R$ 1.400,00.
Manato disse que também iria abordar deputados petistas e pediu a um dos assessores que conseguisse uma caneta vermelha para o caso de quererem participar do bolão, numa alusão à cor do PT.
Questionado se não via conflito de interesse em ser corregedor da Câmara e promover um bolão de apostas, Manato, que é favorável ao impeachment, desconversou e disse que se tratava de uma “brincadeira”.
“É uma brincadeira entre amigos. Não tem nada da Câmara. É uma brincadeirinha”, afirmou. “Quem quiser levar a sério não vai participar.”
O idealizador do bolão é o deputado Paulo Pereira da Silva (SD-SP), o Paulinho da Força, presidente do Solidariedade e um dos principais aliados do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
Segundo Manato, ganhará o parlamentar que acerta o placar exato ou quem der um palpite mais próximo do resultado. Se ninguém acertar, o dinheiro deverá ser doado para o sindicato dos servidores da Câmara.

Deixe uma resposta