CRESCEM PAGAMENTOS POR SERVIÇOS AMBIENTAIS NO ESTADO DO RIO
Proteção de nascentes em Campos dos Goytacazes.

CRESCEM PAGAMENTOS POR SERVIÇOS AMBIENTAIS NO ESTADO DO RIO

Recuperação e preservação de mananciais são focos da iniciativa

As ações de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) são uma novidade no setor rural fluminense. Na Região Centro-Sul, um projeto recém-aprovado disponibilizará recursos para incentivar os produtores rurais a recuperar áreas degradadas ao longo do Rio Fagundes, que compõe a bacia do Rio Piabanha, um dos mais importantes da grande bacia do Paraíba do Sul, na região central.

O projeto compreende uma série de ações de recuperação e recarga hídrica dos mananciais dessa bacia, que é a principal fonte fluminense de abastecimento de água. De acordo com dados da Associação Pró-Gestão das Águas da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul (Agevap), 43% da bacia do Paraíba do Sul estão em condições de média probabilidade de erosão, 37% apresentam baixa propensão à erosão e 20% podem ser considerados muito vulneráveis à degradação.

Na Região Centro-Sul, área que engloba as cidades de Paty do Alferes, Paraíba do Sul e Areal, a aprovação das leis municipais abre chamadas públicas nos três municípios para os proprietários rurais interessados em proteger o entorno do Rio Fagundes.

O projeto prevê o pagamento de R$ 200 por hectare recuperado ou preservado.

Deixe uma resposta