Dilma reconhece que deve sofrer impeachment
Brazil's President Dilma Rousseff reacts during a launch ceremony of Agricultural and Livestock Plan for 2016/2017, at the Planalto Palace in Brasilia, Brazil May 4, 2016. REUTERS/Ueslei Marcelino

Dilma reconhece que deve sofrer impeachment

Presidente disse que irá continuar lutando para voltar ao governo

Do Estadão Conteúdo noticias@band.com.br

A presidente Dilma Rousseff sinalizou em entrevista à emissora britânica BBC que reconhece que deverá deixar o cargo nos próximos dias com o avanço do processo de impeachment no Senado, mas prometeu lutar para voltar ao cargo com base no mérito do processo. A presidente também disse que é uma “vítima inocente” no processo.

“O que nós iremos fazer é resistir, resistir e resistir. E lutar ainda mais para garantir que sairemos vitoriosos com base no mérito e retomaremos o governo”, disse Dilma, segundo o site da BBC. A presidente prometeu “continuar lutando para voltar a governar se o pedido de impeachment for aceito”.

Dilma afirmou na entrevista que é uma vítima do processo em curso. “Sim, eu acredito mesmo que sou uma vítima. E, claro que sim, sou inocente. Ao mesmo tempo, sou uma vítima e inocente”. A presidente ressaltou que o governo e os eleitores pró-Dilma acreditam que o processo em curso é “ilegítimo e ilegal”.

Sobre a luta contra a corrupção, Dilma disse que o esforço “não foi suficiente” para acabar com o problema, mas “o grau de efetividade” das ações aumentou durante a atual gestão.

Deixe uma resposta