Missa e procissão marcam feriado de Corpus Christi em Macuco
????????????????????????????????????

Missa e procissão marcam feriado de Corpus Christi em Macuco

Corpus Christi significa Corpo de Cristo. É uma festa religiosa celebrada pela Igreja Católica para marcar o mistério da eucaristia, o sacramento do corpo e sangue de Jesus Cristo. O evento acontece 60 dias após o Domingo de Páscoa ou na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, em alusão à ‘Quinta-feira Santa’, quando Jesus instituiu o sacramento da eucaristia.

Durante a festa, as ruas são enfeitadas para a passagem da procissão, conduzida pelo pároco local levando o Santíssimo Sacramento e acompanhado por multidões de fiéis. A tradição de enfeitar as ruas começou em Ouro Preto, Minas Gerais, e a procissão pelas vias públicas é uma recomendação do Código de Direito Canônico para que ocorra a celebração de testemunho, adoração e veneração da Santíssima Eucaristia.

A procissão de Corpus Christi lembra a caminhada do povo de Deus em busca da Terra Prometida, quando, então, foi alimentado com maná, no deserto. Com a instituição da eucaristia, o povo é alimentado com o próprio Corpo de Cristo. A iniciativa de confeccionar tapetes tem o caráter de expressar carinho com a Santíssima Eucaristia e a passagem pelo tapete é uma representação de que Jesus anda por ali e é recebido com belos tapetes pelas ruas da cidade.

Em Macuco, fiéis enfrentaram o frio da quinta-feira, 26, para decorar a Rua Francisco Lopes Martins. Uma série de tapetes foi produzida com imagens referentes à fé católica para comemorar o Dia de Corpus Christi. O próprio pároco local, Padre Wanderson, havia dividido as tarefas de pesquisa dos desenhos, aquisição do sal, distribuição das ampliações para as pastorais, movimentos e capelas paroquiais, assim como para as instituições educacionais e comerciais.

Para celebrar a data, a comunidade católica de Macuco se reuniu na Igreja Auxiliar de São João Batista, ainda em fase de construção, onde mais de 500 fiéis acompanharam a missa, que se deu sob forte emoção do Padre Wanderson Mozer e da população local. “Hoje é dia de agradecimento a Deus por nos permitir a primeira celebração nesse ambiente. Vele lembrar que a Eucaristia é o memorial sempre novo e vivo dos sofrimentos de Nosso Senhor Jesus Cristo por nós. Nesse deserto em que vivemos, podemos nos alimentar desse Pão Vivo”, disse o sacerdote durante a homilia.

Terminada a missa, a procissão foi acompanhada por centenas de católicos. “Este é o único dia em que o Santíssimo Sacramento sai pelas ruas para lembrar a caminhada do povo de Deus. Na procissão de Corpus Christi, acompanhamos o Ressuscitado no seu caminho pelo mundo inteiro”, explanou o Wanderson Mozer ao conceder a Bênção Eucarística.

Deixe uma resposta