Mortes por H1N1 chegam a 230 no ano; casos crescem 34% em uma semana

Mortes por H1N1 chegam a 230 no ano; casos crescem 34% em uma semana

Ministério da Saúde confirma 1.365 casos da doença no ano; número de mortes apresentou aumento de 50% em 1 semana

Estadão Conteúdo

O ritmo de aumento de casos de H1N1 registrados no País começa a cair. Foram contabilizados até sábado (23) um total de 1.365 infecções provocadas por esse subtipo do vírus influenza, 34% a mais do que o indicado semana anterior. Apesar disso, no boletim passado, o aumento entre uma semana e outra havia sido significativamente maior: 47%.

O crescimento das mortes, no entanto, não acompanhou a mesma tendência. Foram contabilizados até agora 230 óbitos em decorrência da infecção, 50,3% a mais do que indicado no informe anterior.

A queda dos números gerais se dá sobretudo pela redução da velocidade de expansão de casos em São Paulo, Estado que concentra o maior número de registros. Nas cidades paulistas, foram identificados 883 casos de H1N1, 23,4% a mais do que o indicado no boletim anterior.

A doença, no entanto, começa a se espalhar por outros Estados. Em Santa Catarina, o segundo em número de registros, os indicadores passaram de 86 para 102 em uma semana. Goiás, por sua vez, passou de 29 para 62 no mesmo período. Ao todo, 20 Estados confirmaram casos da doença.

Deixe uma resposta