São João de Meriti decreta estado de emergência por conta da violência

‘É uma política de segurança pública falida’, disse o prefeito Sandro Matos. Região sofreu como migração de bandidos

DIEGO VALDEVINO

Rio – O prefeito de São João de Meriti, Sandro Matos, decretou nesta qurta-feira estado de emergência no município por falta de segurança pública. A medida foi adotada após mais uma noite de violência na cidade, quando traficantes invadiram a comunidade Parque Araruama e houve mais de três horas de tiroteio.

O decreto será publicado nesta quinta-feira, mas o prefeito disse que a cidade já está em estado de emergência. Segundo Matos, a região é a que mais sofre com a violência crescente na Baixada. “É uma política de segurança pública falida e está declarada uma guerra civil no estado”, disse.

migração de traficantes para São João de Meriti tem influenciado o aumento da violência na região e provocado a saída de quem mora na cidade. “A violência está tão grande que tem moradores saindo da cidade. Há toque de recolher.”

Na última segunda-feira, houve um ato público exigindo melhorias para o município. Segundo o prefeito, entre as exigências de melhorias estão mais policiamento, presença das tropas federais e que não seja feita a ocupação dos complexos do Chapadão, Pedreira e da Favela da Lagartixa. Mesmo com a indefinição de uma possível UPP na região, Matos teme que uma ocupação das favelas aumente ainda mais a presença de policiais em São João de Meriti.

No próximo dia 13, às 8h, um novo ato público em frente à prefeitura vai cobrar das autoridades do estado mais segurança para o município.

Violência virou rotina

Nesta terça-feira, mais um episódio da violência foi registrado em São João de Meriti. Uma moradora chegou a ficar ferida por estilhaços no portão de sua casa no Parque Juriti.

A comunidade faz parte do Complexo do Parque Araruama, onde uma guerra entre facções rivais levou pânico a milhares de moradores. O confronto durou cerca de três horas e foi registrado em outras favelas do conjunto, como Caixa D’Água, Morro do Amor, Vila Ruth, Igrejinha.

Deixe uma resposta