Temer pode assumir sem fechar todos os 22 ministros

Temer pode assumir sem fechar todos os 22 ministros

Há obstáculos de última hora que peemedebista pode levar dias para resolver
 KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Há possibilidade de Michel Temer não conseguir fechar todos os 22 ministros até assumir a Presidência, o que deverá acontecer amanhã se o Senado confirmar o afastamento de Dilma Rousseff. Se não completar a equipe até amanhã, o peemedebista fará isso ao longo dos próximos dias.

Temer acertou com o DEM a indicação de Mendonça Filho (PE) para a Educação. Mas surgiu um racha na bancada. José Carlos Aleluia (BA) recebeu apoio de setores para ser ministeriável. Temer devolveu a bola para o Democratas decidir. Caberá ao partido bancar Mendonça ou iniciar nova negociação.

No Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o vice pretende bancar o presidente do PRB, Marcos Pereira. Entidades empresariais indicariam o segundo escalão.

No Esporte, o líder do PMDB, Leonardo Picciani (RJ), deverá ser o escolhido. Já há debate entre os peemedebistas sobre quem sucederá Picciani na liderança da bancada.

A Integração Nacional poderá ser ocupada pelo PSB ou ficar na cota do PMDB do Senado. Se o PSB não ficar com Integração poderá receber as Minas e Energia.

A CGU (Controladoria Geral da União) deverá ser ocupada por um técnico do Senado, também contemplando a bancada peemedebista na Casa.

Para a Defesa, voltou a ganhar força o nome de Raul Jungmann (PPS).

Deixe uma resposta