Thiago Braz brilha e conquista ouro inédito no salto com vara

Thiago Braz brilha e conquista ouro inédito no salto com vara

Além da medalha histórica no atletismo, Brasil ainda conseguiu a prata com Zanetti nas argolas e o bronze com Poliana Okimoto na maratona

O DIA

Rio – O dia foi de medalhas de todos os metais para o Brasil. No início do dia, Poliana Hokimoto conseguiu o bronze na maratona aquática, enquanto Arthur Zanetti ficou com a prata nas argolas. Mas o ápice veio no fim da noite no Estádio Olímpico Nilton Santos. Encarando a lenda francesa do salto com vara, Renaud Lavillenie, Thiago Braz não se intimidou e conquistou a medalha de ouro com direito a recorde olímpico na prova. Na ginástica, Flávia Saraiva ficou na quinta colocação na final na trave, uma colocação histórica.

No vôlei de praia masculino, Alison e Bruno estão na semifinal da competição. O Brasil avançou no handebol, mesmo com a derrota para a Suécia. O dia não foi bom para as meninas do pólo aquático e para os meninos do basquete. As primeiras perderam para os Estados Unidos e se despediram da luta por medalhas. No basquete, os meninos até venceram, mas acabaram eliminados porque a Argentina foi derrotada pela Espanha. A nota triste foi a queda da câmera móvel no Parque Olímpico que feriu sete pessoas, felizmente, nenhuma em estado grave.

Brasileiro faz história no atletismo

Thiago Braz conseguiu um feito heróico no salto com vara. Encarando a lenda francesa Renaud Lavillenie, o brasileiro não se intimidou e com um salto de 6.03m desbancou o favorito e conquistou a primeira medalha de ouro do Brasil na modalidade. De quebra, ele ainda fez o recorde olímpico.

Medalha de Poliana

Quando tudo parecia estar perdido, uma reviravolta na maratona aquática mudou tudo para o Brasil. Poliana Okimoto, que havia terminado a prova na quarta colocação, herdou a medalha de bronze. A mudança ocorreu porque a francesa Aurelie Muller, que havia sido a terceira colocada, foi desclassificada por se apoiar em uma adversária na reta final. Com isso, a brasileira subiu ao pódio, tendo completado a prova em 1h56min51s4.

Ernesto Carriço / O DIA / NOPPPoliana conquistou medalha de bronze

Zanetti fica com a prata

Tinha um grego no caminho de Arthur Zanetti na briga pelo bicampeonato mundial. Com uma série perfeita, Eleftherios Petrounias conquistou o ouro, Zanetti ficou com a prata e o russo Denis Abliazin o bronze.

Clayton de Souza / Estadão / NOPPArthur Zanetti conquistou a medalha de prata

Alison e Bruno na semifinal

O Brasil terá uma dupla representante na semifinal do vôlei de praia masculino. Depois das duas duplas femininas avançarem neste domingo, Alison Cerutti e Bruno Schmidt derrotaram os norte-americanos Philip Dalhuasser e Nicholas Lucena e estão vivos na luta por uma medalha nos Jogos.

Marcelo Pereira/Exemplus/COBDupla brasileira se classificou no vôlei de praia

Brasil vence no basquete e é eliminado

O Brasil deu o adeus no basquete masculino. A vitória sobre a Nigéria por 86 a 69, nesta segunda-feira, na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico, não foi suficiente, porque a Argentina perdeu para a Espanha. Com o resultado, a equipe verde e amarela terminou eliminada na fase de grupos com apenas duas vitórias.

FIBA / DivulgaçãoBrasil ganhou da Nigéria, mas não foi suficiente para se classificar e deu adeus à Rio-2016

Acidente no Parque Olímpico

A queda da câmera que ficava suspensa em cabos de aço nesta segunda-feira no Parque Olímpico acabou atingindo sete pessoas. Quatro delas precisaram ser transferidas para hospitais. O equipamente pertence à empresa responsável pelas imagens oficiais da Olimpíada do Rio.

EfeSete pessoas feridas em um acidente no Parque Olímpico com uma câmera aérea nesta segunda

Derrota e vaga no handebol

Já classificado, o Brasil foi derrotado para a Suécia por 30 a 19 na última partida da primeira fase no handebol masculino. Com o resultado, a seleção brasileira terminou a etapa classificatória com duas vitórias, um empate e dois derrotas. A vitória sobre o Brasil evitou que a Suécia saíssem sem nenhuma vitória do torneio.

Antonio Milena / Veja / NOPPBrasil foi derrotado pela Suécia mas se classificou

Eliminação no pólo feminino

A equipe brasileira feminina de polo aquático foi derrotada pelos Estados Unidos, nas quartas de final, nesta segunda-feira. No Estádio Aquático Olímpico, a equipe da casa não resistiu às investidas das adversárias e foi batida pelo placar de 13 a 3, somando mais uma derrota nos Jogos Olímpicos do Rio.

EfeBrasil foi derrotado pelos Estados Unidos

Isaquias começa arrasador 

Dono de dois ouros no Pan-Americano de Toronto, em 2015, Isaquias Queiroz é mais uma esperança de medalha para o Brasil. O atleta da canoagem de velocidade abriu a sua participação na Olimpíada do Rio nesta segunda-feira e correspondeu às expectativas. Se classificou direto para a final do C1 1.000m em primeiro na sua bateria e em segundo lugar geral, com tempo de 3min59s615.

Clayton de Souza / Estadão / NOPPIsaquias Queiroz se classificou para a final

Brasil se vinga da França e avança às oitavas

O palco era o mesmo de um ano atrás. Em 2015, no mesmo Maracanãzinho, o Brasil sofreu uma dura derrota pra a França na Liga Mundial e acabou eliminado ainda na primeira. Porém, neste segunta-feira, os papéis se inverteram. Empurrados pela torcida e sob os gritos de ‘O campeão voltou’, os brasileiros bateram os franceses por 3 sets a 1 (25/22, 22/25, 25/20 e 25/23). e garantiram uma vaga nas oitavas de final do vôlei. De quebra, ainda elminaram a podera equipe francea da Rio-2016.

Ernesto Carriço / O DIA / NOPPCom atuação vibrante e empurrado pela torcida, o Brasil bateu a França no Maracanãzinho

Deixe uma resposta