Secretaria de Saúde anuncia cirurgias eletivas em Macuco
????????????????????????????????????

Secretaria de Saúde anuncia cirurgias eletivas em Macuco

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post comments:0 Comentários

Objetivo é garantir a realização de aproximadamente 120 procedimentos

ASSESSORIA DE IMPRENSA – PREFEITURA DE MACUCO
Nem a grave crise financeira que continua trazendo prejuízos incalculáveis ao município faz o prefeito de Macuco mudar o foco da administração. Médico e entusiasta do segmento de saúde, Félix Lengruber tem declarado, desde a campanha eleitoral, que um de seus objetivos é garantir atendimentos de excelência à população macuquense nos mais diversos setores, com prioridade para a medicina preventiva.
Para cumprir as promessas de campanha, o atual prefeito diz que o enfrentamento à escassez de recursos, em face da queda de arrecadações, continua impondo sacrifícios noutras áreas. Os reflexos aparecem na diminuição de repasses e investimentos em festas tradicionais da cidade, entre as quais a do padroeiro São João Batista, Festival de Folias de Reis e Carnaval, cujas despesas foram bastante reduzidas.
Seguindo as orientações do prefeito e mantendo o planejamento, a Secretaria de Saúde de Macuco anuncia que em breve irá garantir aos macuquenses a realização de uma série de cirurgias eletivas, ou seja, aquelas necessárias ao tratamento médico dos pacientes, mas que não requeiram urgência ou emergência. Para isso, o município contará com uma equipe bastante conceituada, composta por cirurgiões experientes em áreas como cirurgia vascular (varizes), doenças da tireóide, ortopedia, otorrinolaringologia e urologia, entre outras.
Segundo Félix Lengruber, o objetivo é realizar aproximadamente 120 cirurgias, que ainda não foram agendadas devido à crise econômica também enfrentada por instituições como o Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (Hospital do Fundão), no Rio de Janeiro; Hospital de Traumatologia e Ortopedia Dona Lindu, em Paraíba do Sul; Hospital Federal de Ipanema (HFI); e INTO (Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia), também na capital fluminense.
“Infelizmente vivemos um período que exige de nós administradores atitudes drásticas, mas coerentes e adaptadas à nossa realidade. Algumas delas até nos obrigam a reduzir investimentos em festejos populares, como é o caso do Carnaval. Porém, a população é inteligente, sensível e entenderá que não podemos jamais deixar de investir em setores como saúde, educação e funcionalismo para atender a outras áreas”, esclarece o prefeito Félix.

Deixe uma resposta