Sebrae e Prefeitura lançam o programa ‘Jovens Empreendedores’

Evento foi realizado na histórica Fazenda Santa Rita, em Euclidelândia. Estão sendo capacitados 33 professores, que trabalharão com 817 alunos
Cantagalo – Na última terça-feira, 17 de maio, na histórica Fazenda Santa Rita, em Euclidelândia, terceiro distrito de Cantagalo, a Regional Serrana I do Sebrae/RJ (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Estado do Rio de Janeiro), em parceria com a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Educação, lançou no município o programa ‘Jovens Empreendedores: Primeiros Passos (JEPP)’.
O objetivo do programa é, durante uma semana, com os demais encontros no auditório da Secretaria Municipal de Educação, capacitar pelo menos 33 professores da rede municipal de ensino, que serão multiplicadores do projeto para os demais profissionais que vão trabalhar o empreendedorismo com 817 estudantes, todos do 1º ao 5º ano do primeiro segmento do ensino fundamental, de seis escolas municipais: Antônio Raposo, de Boa Sorte, quinto distrito (125 alunos e seis professores), Cel. Manoel Marcelino de Paula, de São Sebastião do Paraíba, quarto distrito (46 alunos e dois professores), Elestar Caetano Mendes, de Euclidelândia, terceiro distrito (142 alunos e seis professores), Professora Lúcia Helena Pinheiro do Couto, de Santa Rita da Floresta, segundo distrito (104 alunos e quatro professores), Maria Bellieni D’Olival, do bairro Santo Antônio (178 alunos e sete professores), e Lameira de Andrade, do Centro (222 alunos e 10 professores).
Nos encontros desta semana, esses profissionais de ensino estão recebendo capacitação técnica para estarem preparados para abordar as principais questões teóricas e metodológicas do curso de empreendedorismo, adquirindo conhecimento sobre a estrutura e o conteúdo dos livros de cada um dos anos do ensino fundamental em que serão aplicados.
O ‘Jovens Empreendedores’ também conta com apoio de empreendedores locais envolvidos no projeto de turismo rural ‘Caminhos do Imperador’, desenvolvido em Boa Sorte, quinto distrito. Durante a abertura, os professores envolvidos com o JEPP receberam palestra do empresário Mezak Gualberto do Couto, que falou um pouco da sua experiência e de como o empreendedorismo poderá mudar a vida das crianças a serem atendidas pelo programa.
Para a coordenadora da Regional Serrana I do Sebrae/RJ, Fernanda Gripp, o programa segue a premissa que o empreendedorismo pode ser ensinado através de estímulos educacionais que possibilitam futuras buscas de inserção no mercado de trabalho por meio de uma postura empreendedora, ou da futura criação de negócios próprios por parte dos estudantes.
A PARCERIA – Tudo começou em 1º de março deste ano, quando o acordo entre Prefeitura e Sebrae foi firmado numa reunião realizada no gabinete do prefeito Saulo Gouvêa. Nesse dia, o prefeito e a secretária municipal de Educação, Fernanda Torres, receberam a coordenadora regional do Sebrae em Nova Friburgo, Fernanda Gripp, e a analista do Sebrae, Raquel Mattos Stumm. Segundo Fernanda Gripp, a ação faz parte do Plano Nacional de Educação Empreendedor (PNEE) e a proposta é que as noções de empreendedorismo em sala de aula sejam incluídas como uma ação extracurricular.
De acordo com a analista da Regional Serrana I do Sebrae/RJ, Raquel Mattos Stumm, o curso apresenta dois eixos de atuação: estímulo ao comportamento empreendedor e orientação para plano de negócios, além de quatro temas: cultura da cooperação e inovação, ecossustentabilidade, ética e cidadania.
O JEPP é um programa voltado para implantar no cotidiano dos estudantes o hábito de empreender, pois, para os técnicos do Sebrae/RJ, quando a criança se depara com novas possibilidades as verá de forma muito natural, pois, para elas, seus sonhos sempre podem se tornar realidade, o que são características fundamentais para um bom empreendedor. A metodologia aponta que as crianças não possuem medo e estão mais abertas a enfrentar novos desafios, pois isso já faz parte do processo de aprendizado delas.
Os temas de trabalho para os anos letivos serão os seguintes: O mundo das ervas aromáticas (1º ano); Temperos naturais (2º ano); Brinquedos ecológicos (3º ano); Locadora de produtos (4º ano); Sabores e cores (5º ano).
Redação: Gilmar Marques
Fotos: JF Photos

Deixe uma resposta